5 de setembro de 2018

Resenha: Aventura: Edição Diamante - João Pedro Lazzarini


*Livro cortesia da editora


Imagine você e seus melhores amigos vivendo uma grande aventura em diversos mundos de seriados, filmes, games, livros, etc. que você adora? Pois foi isso que João Pedro Lazzarini, de dez anos, concretizou ao lançar pela Editora Delicatta o livro Aventura: Edição Diamante.

Sinopse: “Estou tirando essa história direto da minha cabeça, e está indo muito bem (...) você está lendo o livro de uma criança de 9 anos (...) Essa não será a melhor história do mundo, mas sim o melhor de mim." É com essa modéstia que João Pedro, ou simplesmente JP, descreve seu primeiro trabalho como autor. Ele tem dez anos e está publicando, pela editora Delicatta, Aventura Edição Diamante, um entrelaçado de histórias que mistura personagens de games e séries com outras do imaginário infantil. O livro reúne seis amigos, João Pedro e mais cinco alunos (Thomas, Leo, Thiago, Romão e Arthur (Uvo) do Colégio Palmares, em São Paulo, em diversas situações fantásticas, que envolvem viagens, poderes mágicos e muito bom humor.

O livro mescla o real com o imaginário e a ficção com a não-ficção quando mergulha a si próprio e a seus amigos e uma aventura que dura diversos dias. Com o passar do tempo, as crianças se deparam com bruxos, magos, inimigos e poderosas armas, tudo inspirado nos temas que o autor mais gosta, tais como o jogo eletrônico Minecraft e o desenho Gravity Falls.

"Parecia um lugar muito assustador para um unicórnio, eu perguntei se alguém estava coisas nos cutucarem. A resposta foi 'não', mas depois perguntaram quem disse isso, eu fiquei preocupado...
O meu cristal de repente desligou. Então Leo pegou um Transparente e  e pediu para ele se transformar numa lanterna, e funcionou! Ele literalmente virou o bichinho do Leo. De qualquer jeito, vimos uma nova espécie de criatura: miniguardas!"

(Unicórnio, página 24)

Para quem vai ler o livro, mas não compreende parte do vocabulário (por serem palavras, cenários e/ou personagens de diversos mundos da TV e dos videogames), o livro traz no rodapé das páginas o significado do vocábulo e de onde ele veio. Isso facilita bastante a compreensão da história.

"Todo mundo aprendeu a mesma lição hoje, até você, leitor. O pior medo é o medo do medo."

(Pior Medo..., página 65)

A leitura, naturalmente, parece fluir melhor para quem já está por dentro destes mundos citados na obra e que pertença à faixa de público do autor mirim. Mesmo assim, a leitura é fácil e compreensível, além de ser fácil, pois é curta. A narração é realizada em primeira pessoa, pelo próprio João Pedro, como se fosse um diário pessoal, narrando seu dia-a-dia. O que é, talvez, mais interessante, pois é como se estivéssemos, de fato, dentro da cabeça do garoto, voltando à nossa imaginação de quando éramos crianças.

A diagramação é bem feita, com a capa remetendo ao jogo Minecraft. Na parte de trás, uma foto dos seis amigos. Internamente, algumas ilustrações ajudam na identificação de trechos da história. Em suma, Aventura: Edição Diamante, como esperado, é livro voltado para a turma infanto-juvenil. Diria ainda que é muito bacana de introduzir crianças um pouco mais velhas no mundo da leitura mais voltada à aventura e ficção.


Nota: 4


Serviço 
Livro: Aventura Edição Diamante 
Autor: João Pedro Lazzarini 
Editora: Delicatta
Ano: 2018 
Páginas: 72 
Preço Médio: R$ 30

O Bio-Livros publicou recentemente uma notícia sobre a obra, que também se fez presente, junto com seu autor, na 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2018. Confira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário