27 de julho de 2018

Resenha: O Caçador de Pipas - Khaled Hosseini

Por: Diego Michelini
Sabe aquele livro que você acaba e não quer soltar? Aquele que a história acabou e você não consegue aceitar? Aquele livro que você poderia ficar lendo sempre sobre aqueles personagens, pois parecem que viraram seus familiares? Então, esse livro para mim é O Caçador de Pipas, escrito por Khaled Hosseini e publicado pela Editora Nova Fronteira

Sinopse: Publicado em mais de 70 países e com a marca de mais de 2 milhões de exemplares vendidos só no Brasil, o aclamado livro “O Caçador de Pipas”, romance de estreia de Khaled Hosseini, está de volta em nova edição. O romance narra a tocante história da amizade entre Amir e Hassan, dois meninos que vivem no Afeganistão da década de 1970. Durante um campeonato de pipas, Amir perde a chance de defender Hassan num episódio que marca suas vidas para sempre. Vinte anos mais tarde, quando Amir está nos Estados Unidos após abandonar um Afeganistão tomado pelos soviéticos, retorna ao seu país e é obrigado a acertar as contas com o passado. 
“Pode ser injusto, mas o que acontece em poucos dias, às vezes até uma única vez, pode alterar o rumo da sua vida inteira.” 
O Caçador de Pipas é um romance escrito pelo afegão-americano Khaled Hosseini. Sendo seu primeiro romance, publicado em 2003, foi adaptado para filme, com o mesmo título, em 2007. 

O livro conta a história do pequeno Amir, garoto que vive em Cabul, no Afeganistão, onde por conta de seus atos, é atormentado pela culpa de ter traído seu melhor amigo e criado, Hassan, filho de Ali, empregado de seu pai. 

Amir é uma criança nascida e criada no Afeganistão e que nunca conhecerá sua mãe, pois ela morreu em seu parto. Já sua relação com seu pai, Baba, não é tão facíl, fazendo o pobre garoto sempre lutar por um pouco mais de sua atenção, tentando de qualquer forma deixa-lo orgulhoso. 

O início do inverno em Cabul era sempre marcada pelo tradicional campeonato de pipas. Naquele ano, Amir se torna uma das grandes atrações. Junto de Hassan, Amir consegue a tão emocionante vitória no campeonato e o afeto tão esperado de seu pai. Já Hassan é um grande caçador de pipa. Assim que abatidas no céu, as crianças de Cabul correm pelas ruas, para conseguirem apanhar as pipas derrotadas. A mais esperada é a última, o grande troféu do vencedor. 
“Por você, eu faria isso mil vezes!”
O livro retrata muitos fatos históricos ocorrido na época, como a queda da monarquia do Afeganistão, o golpe do estado comunista, a invasão soviética, a grande parte de emigrantes para o Paquistão e EUA e o crescimento do regime militar do Talibã. 
“Quando você mata um homem, está roubando uma vida. Está roubando da esposa, o direito de ter um marido, roubando dos filhos um pai. Quando mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade. Quando trapaceia, está roubando o direito à justiça” 
O Caçador de Pipas é um livro que realmente te prende. Sempre que acabava de ler um capítulo, pois com esse livro não existe aquela tão famosa frase: “Só mais uma página”. Eu dizia que já sabia o que ia acontecer e como aquilo ia acabar, mas quando virava aquelas páginas já quase amareladas, o livro me mostrava que estava enganado, me deixando sempre chocado, querendo virar mais algumas páginas. 

Este é um grande exemplo de que não devemos julgar um livro pela capa. Um livro de uma capa tão simples, mas de conteúdo incrível. Nos apaixonamos pelo personagem, sentimos suas dores. Muitas cenas, frases, eu lia arrepiado. Literalmente parecia que o mundo havia parado e que um silêncio se instalou ali. Era só o livro e eu. 

A todos que tiverem a oportunidade de ler cada uma dessas 365 páginas, uma dica: Leia, não irá se arrepender. Agradeço imensamente por essa indicação, pois o livro alcançou grande destaque, além de vários prêmios e de grande reconhecimento. O Caçador de Pipas se tornou meu livro favorito. 

NOTA: 5/5

Serviço 
Livro: O Caçador de Pipas 
Autor: Khaled Hosseini 
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 368
Ano: 2005
Preço médio: R$ 19,90

Nenhum comentário:

Postar um comentário