13 de julho de 2018

Notícia: Solha volta à ficção com a criação que traz Ariano Suassuna e Miguel de Cervantes


O escritor W. J. Solha está de volta na ficção com o livro A engenhosa tragédia de Dulcineia e Trancoso.

A obra retoma fatos de nosso passado, a exemplo do romance Pedra Bonita, do Zé Lins, mas dotando-os de elementos contemporâneos, de modo a tornar-se algo como um acontecimento esportivo do porte de uma Copa do Mundo. É o Brasil, na sua revolta sem tamanho, pedindo uma atenção de alcance mundial a favor do seu povo. 

Na trama, uma multidão, sob cobertura internacional da imprensa escrita e televisiva de todo o mundo, se reúne em torno da Pedra do Reino, em São José do Belmonte, sertão pernambucano, a fim de ver o portento da chegada messiânica, anunciada por ninguém menos do que Ariano Suassuna e seu ídolo Miguel de Cervantes, o que tem a ver com o casal que vai se envolver no “milagre” – Trancoso, que é o Quixote do Circo Du Seo Léo, ali presente – e sua amada Dulcineia, uma beldade do lugar, não tão bela, mas que se submete a um banho de loja, pra conquistar seu amado. 

Sobre o autor
Solha tem 77 anos, é de Sorocaba, sendo paraibano há 56. Tem vários romances premiados: Israel Rêmora – Prêmio Fernando Chinaglia 1974; A Canga – 2º. Prêmio Caixa Econômica de Goiás 1975; A Batalha de Oliveiros – Prêmio INL 1988; Relato de Prócula – Funarte 2007 e Prêmio João Fagundes de Menezes, da UBE-Rio, 2010. Tem vários poemas longos, dentre eles Trigal com Corvos – Prêmio João Cabral de Melo Neto, UBE-Rio 2005. O autor também se dedicou à pintura (o painel Homenagem a Shakespeare, da reitoria da UFPB é dele) e participou como ator em vários filmes, destacando-se os curtas A Canga – de Marcus Vilar, e Antoninha, de Laércio Filho; e, entre os longas, O Som ao Redor – de Kleber Mendonça Filho, e Era uma vez eu, Verônica – de Marcelo Gomes. Tem publicada também a coletânea História Universal da Angústia – Ed. Bertrand Brasil, 2005 – Finalista do Jabuti em 2006; Prêmio Graciliano Ramos, da UBE/Rio 2006.

Serviço
Livro: A Engenhosa Tragédia de Dulcineia e Trancoso, ficção. 
Autor: W. J. Solha 
Editora: Penalux 
Páginas: 98 
Preço médio: R$ 35,00

Um comentário:

  1. Não conhecia esse livro, mas fiquei bem curiosa para ver a obra de Solha.

    Tenha uma ótima noite!

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir