30 de junho de 2017

Notícia: Casa Guilherme de Almeida aprofunda relação do poeta com o Movimento Constitucionalista de 1932

A Casa Guilherme de Almeida, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo gerenciada pela Poiesis, promove dia 9 de julho, às 14h30, a ação educativa Revisitando o nove de julho pelas palavras do poeta Guilherme de Almeida

Mediada por Tânia Cardenete, educadora do Museu, a atividade aborda alguns aspectos do Movimento Constitucionalista de 1932, tendo como base textos que Guilherme de Almeida escreveu nesse período e trechos do Jornal das Trincheiras, editado pelo poeta. Durante a visita, os participantes conhecerão itens do acervo do museu relacionados a esse período da história de São Paulo.

O Movimento Constitucionalista, ocorrido entre julho e outubro de 1932, foi uma movimentação armada que tinha o propósito de derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e convocar uma Assembleia Nacional Constituinte. Guilherme de Almeida era ativo no movimento: criou a letra da música O passo do soldado, da Liga de Defesa Paulista, considerada hino do grupo; era editor do Jornal das Trincheiras, responsável pela divulgação do movimento; se alistou voluntariamente como soldado raso para lutar na cidade de Cunha (SP) e, ao final do conflito, foi preso e exilado em Portugal, onde permaneceu durante um ano.

Tânia Cardenete é graduada em História pelo Centro Universitário Claretiano e técnica em Museu pelo Centro Paula Souza. Trabalha há 13 anos na área da educação, sete deles dedicados à educação em Museus. Realiza, também, há 18 anos, projetos sociais voltados ao desenvolvimento humano.

Serviço
Evento: Revisitando o 9 de julho
Data: 09/06, domingo, das 14h30 às 16h.
Inscrições gratuitas: http://bit.ly/2tejow3
Local: Casa Guilherme de Almeida - Museu: Rua Macapá, 187 - Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943

Nenhum comentário:

Postar um comentário