9 de junho de 2017

Notícia: Claudia Lemes lança livro com técnicas para escritores


Ao contrário do que aponta o senso comum, um “thriller” não é um gênero específico de livros ou filmes de suspense, mas qualquer história – independente do gênero – que proporciona emoções tão fortes no leitor que ele não quer parar de ler. E, apesar da demanda por esta forma de escrita ser elevada, há poucos referenciais teóricos em língua portuguesa que ajudem autores mais inexperientes a escrever usando suas técnicas. Até agora.


O novo lançamento da editora LendariSanta Adrenalina! - Um guia para quem quer escrever thrillers” chega ao mercado para atender à demanda. Assinado pela experiente escritora de thrillers Claudia Lemes, o livro traz técnicas capazes de auxiliar autores a estruturar e desenvolver tipos de personagens, arquétipos de vilões, descrições e diálogos.

Métodos mais conhecidos, como subplot, backstory e técnicas clássicas de criar tensão (cliffhangers, ticking clock), entre outros assuntos também são explorados de forma direta, em linguagem simples e quase informal pela autora de obras como Eu Vejo Kate e Um martíni com o diabo.

A ideia de escrever a obra foi resultado de uma combinação de fatores. “Desde que publiquei Eu Vejo Kate, em 2015, fiz muitas amizades com autores e blogueiros e em muitas dessas conversas, percebi que a maioria quer teoria sobre literatura de entretenimento e não sabe onde encontrar”, afirma Claudia Lemes.

“Fui a uma palestra uma vez sobre literatura de suspense e na plateia as perguntas eram tantas que decidi criar um curso específico sobre o assunto. O primeiro foi presencial, e um grande sucesso. Com feedback muito entusiasmado, dei mais duas sessões do curso, via internet, e fui convidada pelo Mário Bentes, da Lendari, a transformar o curso num guia prático e divertido para autores. Em menos de 15 dias o livro estava pronto”, conta.

De acordo com ela, a demanda deste tipo de formação se explica pela natural mudança pela qual o mercado literário vem passando. “O mercado mudou muito, a internet mudou as coisas, e os autores estão mais confortáveis com a ideia de fazer literatura de entretenimento. Gêneros como terror, suspense e fantasia estão ganhando mais respeito no mercado e têm um público ávido por boas histórias. O objetivo do livro é entregar a esses autores técnicas para ajudá-los a acrescentar emoção às suas histórias”, adianta.

A pluralidade do Thriller

Thrillers são geralmente associados a gêneros específicos, mas Claudia explica que é um equívoco. “É um equívoco comum associar thriller ao romance policial. Para editores americanos, thriller é qualquer livro que gera emoções tão fortes no leitor (em especial a tensão) que ele não quer parar de ler. Há diversos tipos de thrillers, desde os de aventura, ação, tecnológicos, de tribunal, psicológicos, eróticos até os de terror e crime. Qualquer autor, de qualquer gênero, pode se beneficiar das técnicas apresentadas no 'Santa Adrenalina!'”, diz.

As técnicas apresentadas pelo livro são resultado tanto de leitura teórica da escritora quanto fruto do amadurecimento profissional por meio de sue próprios lançamentos. “Através de muita leitura, focada principalmente em livros sobre thrillers de editores norte-americanos, eu percebi que havia cometido erros imperdoáveis e acertos perfeitos nas minhas obras passadas. Fui compilando toda a informação de todos esses livros, desde os mais conhecidos, e no final, tinha material o suficiente para criar um guia, respeitando e dando crédito aos autores das obras originais, que indico no livro”, conta.

Entre as obras citadas, estão Como Funciona a Ficção, How to Write a Killer Thriller, Writing Thrillers e Writing Scary Scenes. Na loja oficial da Lendari, a Lendari Store, a obra passa a ser vendida na pré-venda com preços abaixo do valor oficial de capa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário