28 de março de 2017

Resenha: Minhas Conversas Com o Diabo - Mário Bentes



Muitas obras nos prometem fazer repensar nossa vida, certo? Mas muitas não cumprem o que prometem. Minhas Conversas Com o Diabo, de Mário Bentes, não só cumpre, como vai além.

Sinopse: Do mesmo autor de A terra por onde caminho, Minhas conversas com o diabo, de Mário Bentes, reúne uma coletânea de contos onde potestades da terra e do ar encontram-se com seres humanos que, ao contrário dos reis e de outros homens de poder, almejavam coisas simples: reconhecimento profissional, rever um familiar desaparecido ou ter uma nova chance pelo amor. Mas os saberes arcanos, repassados pelos caídos, têm seu preço: seja ele em peso de ouro, prata ou carne. E, cedo ou tarde, eles voltam para cobrar a conta.

Os contos presentes na obra são, de fato, bem profundos. Mário discorre sobre vivências costumeiras de nossa sociedade, desejos internos que nem sempre conseguimos fazer com que se tornem realidade. Um amor não correspondido, uma vida monótona, uma "vida" - e tudo com promessas de seres que não são de Deus. Sendo assim, haverá um pagamento, nem sempre com algo bom.

"[...] Apenas a chuva quebrava o que seria um grande e conjunto silêncio compartilhado pelo menino assusta e pela ave estranha. Apesar de apavorado, o menino era atento. Ele viu não apenas o voo sem bater de asas da ave, mas constatou que o bicho tinha o olhar fixado nele e que, abaixo de seu corpo, no chão encharcado do terreno baldio da casa, havia um círculo grande. Até que a encarada silenciosa foi interrompida pela pergunta que nunca mais havia sido feita. - O pai vai voltar? [...] - Topa um acordo? - O grou arregalou o que pareciam ser os olhos do pássaro. - Quero sim. - O menino disse com voz embargada."
(Topa Um Acordo? Pg. 58)

O autor relata no prólogo do livro que, durante a produção de um dos contos, bebeu tanto energético que, durante o sono, seu coração disparou, e ele achou que estava prestes a morrer, "vivendo" sua obra. Voltando à confecção da mesma, a diagramação é ótima, com letra bem compreensível (fonte Sylfaen) e capa incrível, de botar medo, já que um dos demônios conhecidos pelo homem a estampa. No mais, percebi um ou outro erro de grafia, mas foram tão poucos e tão sutis os que acabaram passando pela revisão que não me recordo quais são. Logo, não interferem na leitura, a qual é muito fluída e fácil de se entender. 

Porém, Mário parece que gostou de deixar muitas dúvidas no ar para os leitores. Alguns contos terminam deixando quem lê curioso para saber como a história vai continuar. Bom, vale destacar que este é o livro um. Então, vem mais por aí. Para quem curte suspense, terror e, sobretudo, conversas com o diabo, pode buscar este livro que ele é a pedida certa.

Serviço
Título: Minhas Conversas Com o Diabo: Livro Um
Autor: Mário Bentes
Capa: Gaby Firmo
Editora: Lendari
Ano: 2016
Número de Páginas: 168
Nota: 5

Nenhum comentário:

Postar um comentário