24 de janeiro de 2017

Resenha: Não quero ser lembrado - Lucas Rezende


* Livro cortesia da editora

O livro Não quero ser lembrado, escrito por Lucas Rezende é um livro marcante que traz as perturbações de um homem cheio de lamentações que se sente incompreendido pelo mundo.

Sinopse: Essa não é uma história de amor com final trágico. Essa não é nem mesmo a história de um casal. É a história de um homem banal, sem ambições e com uma vida medíocre. Ao olhar no espelho ele via um ingrato e incapaz, mas ainda criança descobriu que nem sempre precisava ser assim. Às vezes ele também podia estar no controle, ser forte e temido. Essa é a história de Bernardo. Em seu romance de estreia, Lucas Rezende conta a história de Bernardo, um homem de meia-idade em um casamento enfadonho, um emprego medíocre e uma vida de frustrações que lhe levaram até o momento em que a história se inicia: o dia em que assassina a esposa com as próprias mãos.

O personagem principal, Bernardo, logo nas primeiras páginas demonstra estar em uma forte melancolia por conta da morte de sua esposa.

Aos poucos o leitor percebe que Bernardo é repleto de angústias e se sente completamente inútil em relação ao mundo e aos outros seres vivos. O que mais impressiona é que ele sempre se sentiu assim, solitário e incompetente.

A obra retrata o ano de 2006 fazendo algumas passagens pelo anos 90, explicando como Bernardo conheceu sua esposa, como foi a infância dele e que caminhos levaram ele a ser o que é. Mesmo retratando tempos diferentes, o livro não tem uma linha temporal confusa.
"Bernardo não queria causar confusão dentro do estabelecimento, principalmente para não cair no clichê do bêbado agressivo que precisa ser expulso a pontapés do bar por um segurança brutamontes."
Para piorar todo este universo triste que Bernado fez de sua vida, ele também não está bem no âmbito profissional e conjugal. Ele se culpa por tudo que deu errado com ele e com as pessoas que dele se aproximaram. Tudo parece afundar cada vez mais, sem uma luz no fim do túnel.

Contrapondo esta personalidade de Bernado, o livro também traz a doçura, os sonhos, as ambições e os amores de Patrícia, esposa do protagonista.

Os momentos de "loucura" de Bernardo causam um desconforto tamanho, principalmente porque sabemos que existem pessoas no mundo que fazem essas coisas, sem se preocupar com o próximo. Contudo, as descrições dessas "maldades" são importantes para a compreensão do andamento da história.
"Atordoado por uma overdose sensorial repentina, Bernardo recobrava a consciência gradativamente. Os olhos se abriam em um despertar moroso."
O autor descreveu muito bem cada detalhe, cada emoção e cada cena que envolvia os conflitos de Bernardo com sua mente perturbada. O personagem pode não querer ser lembrado, mas com certeza esta história trará um impacto para quem ler.

O desfecho traz um tom mais melancólico ainda, condizente com o personagem e a personalidade dele. O livro é indicado para quem quiser ter uma leitura fora do comum e também sair um pouco do conforto.

A Empíreo fez um ótimo trabalho de capa e diagramação, o que torna a obra ainda mais rica. O livro é descrito em terceira pessoa, a leitura flui bem (mesmo trazendo momentos "fortes") e o tamanho da letra é satisfatório para a leitura.

NOTA★★★★

Serviço
Autor: Lucas Rezende
Editora: Empíreo 
ISBN-13: 9788567191218
ISBN-10: 8567191211
Páginas: 192
Preço médio: R$ 39,90

Um comentário: