3 de janeiro de 2017

Notícia: Contos refletem sobre questões polêmicas de uma sociedade

São contos, é literatura, a vida como ela é, mas não estamos falando de Nelson Rodrigues. Quem percorre este caminho literário agora é a paulistana Ana Esterque. Exploradora do mundo, ela usou de sua vivência e observação para escrever A Fila, publicado pela Editora Chiado. O livro é um conjunto de contos escritos em três partes do mundo: Zurique, Santiago de Compostela e São Paulo. 

Inspirada por fragmentos da realidade e do imaginário, Ana escreve como quem observa minuciosamente o mundo ao seu redor. A obra, composta por 10 narrativas, é permeada por temas polêmicos – como incesto e violência contra a mulher. Além disso, as histórias levam o leitor a uma reflexão sobre o vazio e a delicadeza da alma. 

A fila é o primeiro conto – e o que intitula o livro. Escrito em Zurique, o texto faz uma dura crítica ao comunismo, narrado do ponto de vista de uma criança. Em um ambiente ficcional, a personagem Natasha sente o peso da solidão, do abandono e do descaso de pessoas endurecidas pela crueldade da escassez.

A vida de Ana Esterque é uma frequente busca por autodescoberta. Desde quando estudou jornalismo, ainda em São Paulo, até em Santiago de Compostela, nas aulas de Filosofia. Foi a partir desse momento que ela passou a se dedicar com seriedade à ficção. Atitude árdua, pois segundo ela: “Escrever também é se suportar em meio à solidão. Isso, às vezes, dói.”

Sobre a autora
Ana Esterque nasceu em São Paulo, em 1977. É formada em Jornalismo, mas a escrita literária sempre fez parte de sua vida – questão de vocação. Em sua escritura, utiliza-se de lápis, computador, livros e música. Equilibra a criação literária com uma rotina doméstica comum. Além de A Fila (contos), é autora do livro O amor não serve para nada. 

Serviço
Livro: A Fila
Autora: Ana Esterque
Editora: Chiado
Páginas: 88
Formato: 15x21cm
ISBN: 978.989.51.8374-6
Preço: R$ 25,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário