9 de dezembro de 2016

Notícia: Livro questiona se a realidade virtual substituirá os livros


O livro Interator: Quando Game e Realidade se Confundem, do autor Alexandre Almeida de Oliveira e publicado pela editora Jaguatirica, faz interessante comparação entre a realidade virtual e os livros.
A obra trata do adolescente Marcelo, expert em computação, que possui uma família que vive em grandes dificuldades financeiras e, para piorar, ele ainda sofre bullying na escola onde estuda, passando quase todo o seu tempo fantasiando com uma vida melhor.

Tudo começa a mudar quando o rapaz descobre que uma empresa de games chamada Assertiva está para lançar um game de interatividade absoluta, ou seja, através de um equipamento (a câmara de interação) o jogo é inserido na mente do jogador, o que lhe traz sensações físicas de estar dentro do jogo, como suor, dor e cansaço. 

Tentando fugir de sua vida e de si mesmo, sorrateiramente Marcelo altera a programação da máquina, pede um teste e se "tranca" no mundo da fantasia. Apenas Fábio, seu pai, é quem poderá salvá-lo e ele será desafiado em seus próprios limites na missão de resgatar Marcelo do mundo da fantasia e trazê-lo de volta à realidade. 

Porém, Fábio precisará superar muitas barreiras emocionais e preconceitos desde que abandonou a família, quando Marcelo nasceu. Interator: quando game e realidade se confundem é um livro emocionante que reúne problemas contemporâneas do uso de tecnologias com as antigas e complexas interações familiares.

Para mais informações, confira do Facebook e o Instagram do autor.

Serviço
Interator: Quando Game e Realidade se Confundem
Autor: Alexandre Almeida de Oliveira
Editora: Jaguatirica
Ano: 2016
Páginas: 444
Preço Médio: R$ 45,90

Nenhum comentário:

Postar um comentário