9 de agosto de 2016

Resenha: Quando a Selva Susurra - Contos Amazônicos


O livro Quando a Selva Sussurra, uma produção da editora Lendari, é uma reunião de belos contos amazônicos.

Sinopse: Muito antes do homem, há o mistério. Em meio à imensidão das florestas, existe algo que vai além dos rios, igapós e das barrancas de terras caídas. Uma chave que brilha em verde-esmeralda e que guarda a entrada da origem de tudo: da copa intransponível das árvores, que quase não permite que o solo úmido veja a luz do Sol, a todo ser vivente que caminha furtivamente pelos meandros dos segredos. Há quem adentre a selva sem pedir permissão e nunca mais retorne. Há quem desista de encará-la quando os ventos trazem o canto invisível do Uirapuru, os passos do Mapinguari ouvidos de muito longe ou mesmo as vozes sem face que sussurram sem dizer uma palavra. E há quem nada saiba sobre ela. Quando a selva sussurra é uma coletânea de contos baseados em lendas amazônicas. Revisitadas, relidas e reinterpretadas por autores que, como “mateiros” – os homens nativos da região que conhecem como ninguém todas as sinalizações ocultas da floresta –, vão conduzir o leitor à face do inexplorado, ao alcance do mitológico, às estradas perdidas do Eldorado literário onde todas as verdades se apresentam como lendas ainda hoje contadas pela oralidade dos antigos. Histórias que não se perdem quando passadas adiante. E que vão continuar. Porque o mistério permanecerá depois do homem.

A união dos diversos contos é muito bem feita, com unificação da linguagem e, ao mesmo tempo, percebe-se que cada conto tem um traço de seu escritor. Vê-se também muitos dos clássicos lendários amazônicos, como o Curupira, por exemplo.

Como a sinopse já indica, os contos foram revisitados pelos autores, incluindo, inclusive, pitadas de nossa época. Um exemplo é a do próprio Curupira, na qual um assassinato investigado por dois policiais que não é creditado a ele, mas sim a seres humanos, ou seja, os investigadores não acreditam em tais lendas.
"Os olhos fitaram-se por breves momentos e o menino sentiu um arrebatamento instantâneo. Viu sua própria imagem refletida naqueles globos cor de gelo e seu peito, ardido como se estivesse mergulhado no mais apimentado tucupi, decresceu o calor lentamente. Sentiu dores como nunca antes e depois era como se todos seus sentidos houvessem sido congelados."
Todos os contos nos fazem repensar, também, o mundo em que vivemos e nossas atitudes. Nada de "achismo", nada de "somos melhor do que os outros", mas sim a humildade de sempre.

A diagramação é muito boa, sendo que a letra, mesmo que pequena, não é empecilho para a leitura, que flui muito bem. Recomendo este livro para todos que amam contos e adoram a história lendária deste nosso Brasil.

Serviço
Livro: Quando a Selva Sussurra: Contos Amazônicos
Autores: Diversos
Editora: Lendari
Páginas: 184
Preço Médio: -
Nota: ★★★★


4 comentários:

  1. Eu sou fascinada por contos. Amo o gênero e me entrego de corpo e alma. Ainda mais quando trazem contos assim, pautados em histórias regionais, lendas urbanas de uma região tão comentada né?
    Deve ser muito bom!!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas, acredito que vai gostar bastante desta história!

      Excluir
  2. Olá Rodrigo, tudo bem contigo ???
    Nunca tinha ouvido falar nessa obra, mas o título dela chamou muito a minha atenção !!!
    Sempre defendi que devemos divulgar a cultura brasileira, não aquela modificada, alterada e embelezada, não a cultura que vende, mas a real cultura brasileira !!! Por isso fiquei muito contente por ter descoberto esse livro, parece ser ótimo, e além disso nos mostra um pouco mais do que o Brasil tem para contar !!! ^^

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo, e com você?

      Que ótimo! Tenho certeza de que vai gostar mesmo quando lê-lo. Ele, de fato, ambienta muito de nossa cultura histórica.

      Excluir