17 de maio de 2016

Resenha: Inverno Negro - Stefano Sant'Anna


* Livro cortesia da editora

O livro Inverno Negro, escrito por Stefano Sant'Anna e publicado pela Editora Empíreo, é uma ficção nacional maravilhosa e cheia de elementos da literatura fantástica.

Sinopse: TRÓVIS INVOCOU AS FARPAS DO INVERNO NEGRO A praga se espalha pelas terras do Império Velho e somente a Pedra do Sol pode trazer a luz de volta. Cabe ao jovem e inexperiente príncipe Leonan buscar a pedra que salvará o seu planeta da aniquilação. “Não me importava com tronos ou qualquer coisa do tipo. Importava-me com o que fora roubado de mim. Meu pai, minha irmã, minha história, minha honra. E eu desejei que os cavaleiros das sombras chegassem o mais rápido possível. Desejei que meu maior inimigo viesse com eles e me olhasse nos olhos. A vontade de ter de volta o que era meu fortalecia meu espírito a cada segundo. E isso me dava a esperança que me levaria exatamente aonde eu queria... a um lugar de justiça.” QUE A LUZ ARDA PARA SEMPRE Leonan Albuquerque é um adolescente comum que morava com a mãe no Rio de Janeiro. Com sérios problemas para se socializar e sem amigos, Leo, além dos conflitos com a mãe, se sentia estranho e deslocado no meio dos garotos de sua idade. A vida era muito sem graça, até que Leo recebe a estranha visita de um guerreiro de outro mundo que revela a verdade: A vida de Leonan na Terra era uma grande mentira. Principalmente a sua família! Sem saber o que fazer e a quem recorrer, Leo segue com o guerreiro para o planeta onde ambos pertencem. Lá, o garoto descobre que é de uma família real: ele é o herdeiro de Starlândia. E o rei, o seu verdadeiro pai, está desaparecido. A busca por respostas e pela verdadeira família faz com que o jovem enfrente perigos que exigirão mais do que ele esperava ser capaz de enfrentar. O príncipe, agora, tem que correr contra o tempo para dominar o poder do Éter e encontrar uma forma de salvar o rei e o seu verdadeiro lar, antes que a maldição do Inverno Negro arruine o planeta onde o garoto nasceu, e que mal conhece. E mais, Leo deve lutar pela própria sobrevivência, pois o príncipe de Starlândia está sendo caçado!

A obra narra a história de um garoto comum, que vive em uma comunidade do Rio de Janeiro. Leonan é desinteressado pelas pessoas e vive isolado. Depois de um incidente no colégio sua vida vira de cabeça para baixo e um novo mundo lhe é revelado. Ele é o herdeiro de um reino e precisa salvar o Império.

Mesmo seguindo alguns dos elementos que giram em torno de todas as obras do gênero fantasia, o autor consegue deixar sua marca e sair do comum com o desfecho da história. A escrita de Stefano é envolvente e a leitura flui muito bem, convidando o leitor a entrar no mundo fictício e participar de toda aquela trama.
"O nervosismo e a adrenalina ferveram dentro de mim e comecei a procurar um pedaço de ferro ou qualquer coisa que me ajudasse a lutar. Ouvi Samyra xingar alto, confusa com a quantidade de ungrolitos no meio da luta. E no meio de um desses gritos dela, um campo de força se estendeu ao seu redor". 
Um dos pontos marcantes na obra, em minha opinião, é o desenvolvimento do personagem principal ao longo do tempo e diante dos acontecimentos os quais ele passa. É claramente mostrado que Leonan revê os seus conceitos em relação as opiniões que tinha na Terra e também que ele consegue compreender parte de tudo o que se passou em sua vida antes e durante o período em que descobriu ser um príncipe.

Outro ponto para destacar é o fato de que mesmo Leonan sendo o protagonista, os outros personagens também são bem elaborados, cada qual com sua personalidade e que conseguem cativar (ou não) quem lê.

Gostei muito das descrições que o escritor faz. Tanto dos ambientes, quanto dos personagens, do clima, dos reinos e do poder do Éter. Esse conjunto faz com que nosso imaginário se integre com os personagens e com este universo paralelo.
"Não faço ideia de quanto tempo passei desacordado. Tudo o que sei é que ao despertar, minha vontade maior era lembrar-me de quem eu era, onde estava e como tinha chegado ali. Respirar foi estranho. [...] Logo descobri que estava no que parecia uma enorme caixa replete de bugigangas barulhentíssimas." 
A capa chama a atenção pela tom escuro e pelo modo como as letras foram dispostas. O título do livro tem um significado que é explicado ao longo das páginas. Vale destacar aqui que, também para a compreensão de alguns termos, ao final do livro há um glossário e um vocabulário geral, assim o leitor que por ventura não entenda a(s) linguagem(ns) do Império pode sanar suas dúvidas. O livro é narrado em primeira pessoa e os sentimentos do protagonista são sempre evidenciados.

A diagramação é boa, com um símbolo que se destaca no início de cada capítulo. As primeiras páginas da obra são pretas e dão um toque especial para o livro. No começo há também um mapa do Reino Negro, que destaca a localidade dos povos. A minha crítica em relação a esta parte seria para aumentar um pouco o tamanho da fonte, mas esta é a opinião de uma míope.

Recomendo o livro principalmente para quem gosta de fantasia e aventura e aprecia obras que possuem ação a cada nova página. Garanto que terão uma excelente leitura e, assim como eu, aguardarão ansiosamente pela continuação e pelas novas aventuras no Império.

Inverno Negro é uma leitura muito boa e tem tudo para ser um best-seller. Posso dizer que entrou para minha lista de nacionais preferidos. Foi uma honra para mim ter a chance de ser uma das primeiras pessoas a lerem esta obra.

Comentário¹: O livro é o primeiro de uma quadrilogia.
Comentário²: Tive a oportunidade de conhecer o autor durante um evento literário. Além de mandar bem na escrita ele é simpático e pelo que pude perceber gosta de conversar com fãs da literatura e potterheads.

No vídeo abaixo o autor cita 5 motivos para ler a obra, confira:


Nota: ★★★★

Serviço 
Autor: Stefano Sant'Anna
ISBN: 9788567191195
Formato: 14 x 21
Páginas: 352
Ano: 2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário