23 de abril de 2015

Dica: Obra apresenta o porquê das contestações de autoria quanto a Shakespeare

Hoje, dia 23 de abril, é comemorado o 451º aniversário de morte de Shakespeare. O sucesso das obras dele é inegável. Seus textos rodaram o mundo e o mantém vivo até os dias de hoje, porém, não sem qualquer questionamento. Já que o dia é de Shakespeare, vale a pena apresentar uma obra que discorre e questiona o legado do autor.

Desde 1850 surgem teorias de que o bardo não é o verdadeiro autor de Romeu e Julieta, Hamlet e todas as outras peças até então a ele atribuídas. Entre os vários argumentos e sugestões de possíveis nomes que seriam os verdadeiros autores, são muitas as incoerências, interesses e egos por trás desta disputa pela herança das autorias. Infiltrado neste contexto, James Shapiro propõe em seu livro Quem escreveu Shakespeare?, publicado pela editora Nossa Cultura, explicar o porquê destas contestações e quando as mesmas começaram a surgir.
Shapiro é professor na Universidade de Columbia e vem dedicando suas aulas e estudos há mais de 25 anos aos textos de Shakespeare. Esse intenso processo de pesquisa trouxe uma grande quantidade de informações, algumas incoerentes, outras inverossímeis ou surreais e algumas plausíveis. Em sua obra Shapiro, traz de forma prática e com tom bastante irônico –em alguns momentos até cômico – detalhes, segredos e nomes que interferiram na formação da imagem do bardo.

Por serem muitas as teorias e também os nomes apontados como supostos autores – desde 1850 milhares de livros são publicados contestando a autoria das obras –, Shapiro optou por dar atenção a dois candidatos: Francis Bacon e o Conde de Oxford. Isto porque seriam aqueles, segundo o autor, com as candidaturas mais bem documentadas e com mais sentido. A obra de Shapiro não vem para questionar, pelo contrário, vem para esclarecer.

Sobre o autor
Professor de Inglês e Literatura Comparada na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, James Shapiro é autor de vários livros, entre eles "Shakespeare and the Jews", "Oberammergau: The troubling story of the world´s most famous passion play" e o best-seller "A Year in the Life of William Shakespeare: 1599", recentemente publicado no Brasil.

Serviço
Tradução: Liliana Negrello e Christian Schwartz
Páginas: 358 páginas
Preço: R$ 59,00
ISBN: 9788580660906

Nenhum comentário:

Postar um comentário