19 de janeiro de 2015

Minuto do Escritor: Renata Ventura



O Minuto do Escritor de hoje é com a escritora de 29 anos formada em jornalismo Renata Ventura. A autora já publicou A Arma Escarlate e A Comissão Chapeleira, histórias de uma série que contam sobre o mundo bruxo brasileiro.
 
Confira abaixo a entrevista realizada com a escritora:

O que você pode contar sobre o livro A Comissão Chapeleira?
É um livro mais pesado que “A Arma Escarlate”. Mais político também. E apresenta o vilão principal da série, que está despertando intensas paixões nos leitores! haha

Como você definiria o Hugo em uma palavra?
Esforçado. Eu diria arrogante, teimoso, impulsivo, agressivo, inteligente, esperto, malandro, cruel, mas nem sempre, atencioso, mas nem sempre, ambicioso, tudo isso, mas acho que “esforçado” é uma palavra que engloba tudo que ele faz ou tenta fazer.

Quanto tempo em média você demora para escrever um livro?
 Difícil fazer uma média que represente. “A Arma Escarlate” eu levei cinco anos para terminar. “A Comissão Chapeleira”, que tem quase o dobro do tamanho, eu levei metade do tempo. Dois anos e meio. Espero que o terceiro saia em um ano e meio. Estou melhorando meu tempo, haha

Quais foram as principais bases e pesquisas para A Comissão Chapeleira?
Livros e viajens! Sempre leio muito antes de escrever. No caso de “A Comissão Chapeleira”, li livros sobre mitologia brasileira, sobre história do Império, sobre Dom Pedro II, sobre religiosidade africana, sobre a história de Salvador, etc! É preciso muita leitura para fazer um livro rico em detalhes.

Já está trabalhando no próximo livro, o que pode nos dizer sobre ele?
O terceiro livro se passará, em parte, no Rio de Janeiro e, em parte, na Amazônia. A escola de bruxaria do norte é a mais diferente e inusitada de todas as cinco da série. Acho que os leitores vão gostar! E vão sofrer junto com o Hugo, coitado.

Tendo em mente o resultado e os fãs de A Arma Escarlate, o que espera de A Comissão Chapeleira?
Cerca de 200 pessoas já leram “A Comissão Chapeleira”, pelo que vejo no grupo secreto de análise do livro, e todas relatam que tiveram múltiplos ataques cardíacos durante o livro! Hahaha. Adorei.

Qual o seu maior meio de interação com os fãs? Como funciona?
O maior meio de intereção é, sem dúvida, o Facebook. Nele, criaram o fã-clube Armada Escarlate Brasil, que eu adoro e que sempre visito! Nele, também, meus personagens criaram perfis e conversam semanalmente com os leitores! Sempre surgem várias ideias de diálogos, através dessas interessações.
Você tem pretensão de "esticar" a história de Hugo tanto quanto J.K. fez com Harry Potter?
Minha série terá cinco livros; todos já bem planejados. E um sexto livro com a história do vilão principal, que não apareceu no primeiro, mas aparece já em “A Comissão Chapeleira”.

Você esperava tanto sucesso com seu primeiro livro?
Eu trabalhei muito para que esse sucesso chegasse, e fico super feliz que tenha chegado! Foram anos de pesquisa e de escrita, e mais anos de divulgação de formiguinha nas redes sociais! Nada vem fácil. Mas a grande recompensa é ver que a grande maioria dos que lêem meus livros amam a história e ficam apaixonados! Isso é o mais legal.
 
E aí, o que achou? Leia a resenha de A Arma Escarlate e de A Comissão Chapeleira.

2 comentários:

  1. Estou louca para ler os livros dela, já li tanta coisa positiva sobre eles que daqui a pouco compro os dois de uma vez só sem pensar duas vezes! kkk
    bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/01/assassinato-na-torre-eiffel.html
    e tem promoção no ar:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/01/promocao-ferias-com-leituras.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São ÓTIMOS!
      Compra sim, terá uma excelente leitura.

      Excluir