22 de julho de 2014

Opinião: O que aconteceu com a poesia?



A poesia é uma forma de escrita muito antiga. Os autores clássicos a utilizavam como forma de expressar um sentimento particular, ou mesmo de uma certa parcela da população.

Quando o poeta escrevia versos (rimados ou não) mostrando para quem quisesse ler o que ele sentia no coração dele, geralmente era uma forma de se declarar ao amor da vida dele, ou para lamentar a perda do mesmo para outro, o que poderia deixar a poesia um tanto melancólica. Havia aqueles, porém, que procuravam passar uma mensagem mais profunda, como quando algo estava errado nas camadas pobres e/ou no clero. 

Fato é que eu, particularmente, sempre "sofri" na escola para entender o que é que muitos deles tentavam passar quando não falavam de amor. Confesso que odiava os exercícios nas aulas de Português que pediam: "Interprete o poema abaixo". Acho que só os próprios autores sabiam interpretar o que eles escreviam, tanto os europeus como os clássicos brasileiros.

Mas, hoje em dia, as poesias estão muito escondidas, talvez por conta da velocidade que a informação possui hoje, talvez por conta da mudança radical dos costumes humanos ao passar dos anos. O livro em si foi deixado de lado e, assim como os antigos trovadores no passado, os prosadores também estão em escassez.

Portanto, creio que a memória da poesia mundial deve ser preservada e repassada adiante. As gerações que virão devem conhecer a riqueza da cultura mundial e todos nós sabemos que a poesia teve um papel fundamental em formar esse portfólio glorioso. Para encerrar, deixo aqui a primeira poesia que nosso blog reproduzirá daqui em diante. Essa é de um dos grandes nomes da literatura nacional, Machado de Assis:

Livros e flores

Teus olhos são meus livros.
Que livro há aí melhor,
Em que melhor se leia
A página do amor?

Flores me são teus lábios.
Onde há mais bela flor, 
Em que melhor se beba
O bálsamo do amor?

4 comentários:

  1. Lembro que na minha adolescência eu consumia muita poesia, gostava de preencher cadernos e mais cadernos com as minha favoritas e inventava muitas também, tenho saudade deste tempo...

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também tinha mania de escrever poesias! ^^

      Excluir
  2. A poesia meio que sumiu do mapa, né? É muito difícil encontrar alguém que goste ^^ Tem gente que nem sabe o que é! Amei o blog, já tô seguindo aqui. Beijos :3

    http://senhoritadeallstar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente. Há ainda quem leia/escreva, mas se torna cada vez mais algo raro.
      Obrigada. (=

      Excluir